Cefor

Curta nossa página   (011) 5572-7381   (011) 5571-6556


Dor nas Costas

Existe uma preocupação constante de todos os envolvidos com a lombalgia em se aprimorar seu diagnóstico, tratamento e prevenção.


A dor nas costas, conhecida como lombalgia, é uma doença que deverá acometer 85% das pessoas em algum momento da vida. É a segunda causa de procura ao médico de urgência, perdendo apenas para a dor de cabeça e é a segunda causa do afastamento do trabalho, só perdendo para a doença psiquiátrica.

Para piorar, costuma agredir as pessoas em fases produtivas da vida, causando incalculáveis prejuízos financeiros, sociais e psicológicos.

Existe uma preocupação constante de todos os envolvidos com a lombalgia em se aprimorar seu diagnóstico, tratamento e prevenção.

Outro fator agravante é que menos de 15% das lombalgias apresentam uma correlação com os exames e achados orgânicos que justifiquem.

Apesar de tantas dificuldades e do negativismo aceito de lombalgia, existe um consenso atual: O melhor tratamento para lombalgia é a sua prevenção. A forma de prevenção mais efetiva é a Educação.

Segue algumas medidas para prevenir a lombalgia:

:: Evitar posições inalteradas por longos períodos, como dirigir por horas, usar computadores o dia todo, lavar louças em pé por muito tempo;

:: Manter algum condicionamento físico - exercícios e alongamentos, após orientações de instrutores qualificados. Lembre-se que trabalhos domésticos, trabalhos que exigem esforço físico e jogar futebol nos fins de semana não ajudam, até pioram.

:: Procurar auxílio médico quando a dor não ceder imediatamente ao repouso ou estiver associada a outros sinais de alerta como emagrecimento, formigamentos, fraqueza nas pernas e dor acometendo as pernas.

:: Recorrer a meios alternativos de tratamento (R.P.G., massagens, fórmulas, manipulações...) após avaliação e liberação do médico familiarizado com o tratamento de lombalgia. É correto que, na maioria das vezes, "nós criamos a coluna que temos".

Em caso de dúvidas ou necessidade procure atendimento médico. Porém, lembre-se que no pronto-socorro a função do médico é atenuar o problema agudo ou a crise de dor, sem necessariamente se preocupar com as causas. Se você só procurar o médico nas crises e no pronto-socorro, continuará com os novos sintomas além de usar uma infinidade de medicamentos diferentes.

Para esclarecimento das possíveis causa das dores nas costas, deve-se iniciar uma pesquisa em caráter ambulatorial, conduzida por médico fora do período de urgência.

Por Dr. Sílvio Carlos Ferreira – Médico Ortopedista / Cirurgião de Coluna

 

Voltar

counter